Tabela Fipe: Como é definido o valor da tabela FIPE?

Para quem busca comprar ou vender um veículo usado ou seminovo, utilizar os valores fornecidos pela tabela FIPE é a melhor alternativa para não ser passado para trás e acabar levando prejuízo na negociação.

Os valores fornecidos por esta tabela são usados tanto na hora de comprar um veículo, vender e até mesmo pelas seguradoras para estabelecer o valor a ser pago em uma indenização.

Entretanto para muitas pessoas a tabela FIPE ainda é um mistério e entender como os cálculos de valores são feitos é primordial para você realizar uma boa venda ou compra.

tabela FIPE

O que é a tabela FIPE?

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas ou apenas tabela FIPE, é uma instituição que tem como principal foco apresentar a média de preço de veículos tanto novos, seminovos ou usados.

Ela é a melhor opção para quem trabalha com venda de veículos ou apenas para você que deseja comprar um automóvel.

Os valores da tabela são atualizados periodicamente, então é necessário que você esteja sempre a acompanhando, pois, o valor de hoje não pode ser o mesmo daqui a um mês ou menos.

 

Como é definido o valor da tabela FIPE?

Como falamos a atualização de valores da tabela FIPE é mensal, desta forma o cálculo é feito através de uma média que leva alguns fatores em consideração.

As pesquisas para a determinação dos valores são realizadas em 24 estados brasileiros, onde realiza mais de 125 mil cotações, seja através de visitas em lojas ou consulta a outros portais como revistas e sites.

Desde modo, com as informações coletadas é realizada a média de preço com base na marca, modelo, ano e valor de combustível gasto pelo veículo.

Desses valores é subtraído uma porcentagem que pode variar de 2% a 3%, que seriam os valores de negociação entre vendedor e comprador.

Você deve ter em mente que esses valores são para veículos originais de fábrica, ou seja, a tabela não leva em consideração adicionais ou modificações feitas nos veículos.

Caso você for realizar a compra de um veículo muito antigo, é necessário saber antes se o mesmo já passou por muitas modificações antes de consultar a tabela FIPE como referencial de valor.

 

Como as seguradoras utilizam os valores da tabela FIPE?

Como já citamos as seguradoras utilizam esta tabela para estabelecer os valores a serem pago em caso de indenização.

O valor da indenização é calculado de acordo com o referencial da tabela FIPE no mês do acidente e não do dia em que o seguro foi contratado.

É por este motivo que o valor da indenização pode oscilar, valorizando ou desvalorizando juntamente com a tabela.

Por este motivo, caso você possuía um carro mais antigo ou com algumas alterações feitas, o recomendado é que você contrate até 110% da tabela FIPE. Assim em caso de indenização, você receberá o valor total referente ao mês, mais 10% não correndo o risco de receber um valor muito abaixo.

Entretanto, tais valores de contratação da tabela podem variar de acordo com a segurado, sendo necessário você pesquisar antes para ver qual empresa atende melhor às suas necessidades.

Outros fatores que devem ser levados em conta na hora da compra de um carro

A tabela FIPE é apenas um referencial de valores que lojistas e você pode usar para negociar na hora da compra de um carro.

Porém, há outros fatores que você deve analisar no momento da compra do seu automóvel, pois a tabela às vezes pode acabar não te ajudando.

Antes de mais nada você deve ter em mente a necessidade para a qual você vai utilizar o veículo, seja para uso pessoal ou comercial. Um carro é muito mais que um acessório, mas sim um instrumento de trabalho.

E como falamos você deve observar atentamente o estado de conservação que você deseja comprar, se o mesmo já passou por muitas alterações e são quais os elementos originais de fábrica que ele ainda possui e afins.

Quando mais original o carro, mais fiel os valores da tabela FIPE se encaixaram nele e isso também te ajudará na hora de revender o mesmo.

Deve-se ter sempre em mente que um carro é um investimento de alto valor, que sua compra não deve ser feita no impulso, mas sim sempre bem calculada e planejada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *